Sociedade e Cultura

E se te pedissem para desenhar uma bicicleta de memória?

Parece uma tarefa fácil à primeira vista, mas desenhar algo a partir da memória, sem olharmos para algo concreto, pode não ser assim tão fácil. Um artista italiano pediu a algumas pessoas para desenharem a sua ideia de bicicleta, e depois transformou esses desenhos em imagens tridimensionais. A questão é: seria possível pedalar nestas bicicletas?

A conclusão a que se chega é que a maior parte das pessoas parece não ser capaz de desenhar uma bicicleta sem olhar diretamente para uma. Gianluca Gimini, um artista italiano, pediu a alguns amigos que desenhassem uma bicicleta numa folha, e depois transformou esses desenhos digitalmente em representações realistas dessas bicicletas. À primeira vista, parece tudo bem. Mas olhemos mais atentamente para o produto final, e veremos que falta algo: peças, partes essenciais ou, simplesmente, lógica.

«Descobri rapidamente que, quando confrontadas com esse pedido estranho, a maioria das pessoas tem dificuldade em se lembrar exatamente de como é uma bicicleta. Alguns aproximam-se bastante, outros fazem desenhos quase perfeitos, mas a maioria acaba por desenhar algo que é bastante diferente de uma bicicleta comum», diz Gianluca.

Viria a perceber mais tarde que esta experiência se parece bastante com testes feitos por psicólogos, demonstrando como o nosso cérebro por vezes nos “engana”, levando-os a achar que sabemos algo que não sabemos.

«Colecionei centenas de desenhos. Há uma diversidade incrível de perceções e de novos tipos de bicicleta que transparecem desses desenhos aparentemente “errados”. Na verdade, um designer não conseguiria inventar tantos novos tipos de bicicleta durante a sua vida, e é por isso que prezo e admiro tanto esta coleção.»

Eis alguns desses desenhos, com o trabalho posterior de recriação feito por Gianluca.

10 frases que nos inspiram a pedalar

Bem sabemos que a vida não é sempre como um belo passeio de bicicleta sem percalços. Por vezes, parece-se mais com um trilho acidentado e cheio de lama (ainda que para alguns essa possa ser a definição de diversão!). O que fazer para encontrar inspiração e aquele brilho no olhar de quem pedalou e voltou para contar? Eis alguns pensamentos sobre a persistência em cima de duas rodas.

Não há como negar o poder que uma frase ou pensamento perspicaz tem sobre as nossas emoções. Por vezes, numa única ideia, há quem consiga condensar inúmeros conceitos sobre o modo como olhamos para o mundo. Selecionámos algumas frases acerca da bicicleta e da superação de limites. Nada como ganharmos uma nova perspetiva, para nos motivarmos a ir mais longe, tanto de bicicleta como na vida.

«A vida é como andar de bicicleta. Para manter o equilíbrio, é preciso estar em movimento.» Albert Einstein (1879 – 1955), físico que desenvolveu a teoria da relatividade

«Nunca fica mais fácil, apenas pedalamos mais depressa.» Greg LeMond, ex-ciclista profissional, campeão por três vezes da Volta a França

«Cair faz parte de andar de bicicleta, tal como chorar faz parte do amor.» Johan Museeuw, ex-ciclista profissional, duas vezes campeão mundial

«Os ciclistas veem muito mais deste mundo maravilhoso do que qualquer outra classe de cidadãos. Uma boa bicicleta, bem aplicada, curará a maioria dos males que assolam o corpo.» Dr. K. K. Doty

«Tal como os cães, as bicicletas são catalisadores sociais que atraem uma categoria superior de pessoas.» Chip Brown, escritor

«Para além da dor, existe todo um novo universo de ainda mais dor.» Jens Voigt, ex-ciclista profissional que detém o recorde da prova World Hour

«A dor é temporária. Pode durar um minuto, ou uma hora, ou um dia ou um ano, mas eventualmente desaparecerá e outra coisa tomará o seu lugar. Se eu desistir, no entanto, a dor dura para sempre.» Lance Armstrong, ex-ciclista profissional cuja carreira terminou devido ao doping

«Quando os ânimos estão em baixo, quando o dia se afigura negro, quando o trabalho se torna monótono, quando ter esperança dificilmente parece valer a pena, simplesmente monta na bicicleta e sai para dar uma volta pelas redondezas, sem pensar em mais nada a não ser a volta que estás a dar.» Sir Arthur Conan Doyle (1859 – 1930), autor de Sherlock Holmes

O vento nunca está contigo — ou está contra ti, ou estás apenas a ter um dia bom.» Daniel Behrman, (1924 – 1990), author de The Man Who Loved Bicycles

«Sempre lutei para alcançar a excelência. Uma coisa que o ciclismo me ensinou é que se conseguirmos algo sem nos esforçarmos, isso não nos irá satisfazer.» Greg LeMond, ex-ciclista profissional, campeão por três vezes da Volta à França

«Os ciclistas vivem com a dor. Se não a consegues aguentar, não irás alcançar nada.» Eddy Merckx, ex-ciclista profissional e campeão de ciclismo

«Quando andamos de bicicleta, respiramos, admiramos e escutamos a própria natureza, porque o movimento produzido contrai ao máximo os nossos nervos e dota-nos de uma sensibilidade que até então não conhecíamos.» Maurice Leblanc (1864 - 1941), romancista

As melhores leituras sobre bicicletas

Quando não estás a pedalar, que tal ler sobre... pedalar? Selecionámos alguns livros sobre este enorme prazer que é andar de bicicleta, desde reflexões, apontamentos históricos, e também perspetivas interessantes sobre mobilidade e sustentabilidade. Boas leituras!


O Livro da Bicicleta Um manual sobre tudo aquilo que alguém precisa de saber antes de se aventurar a usar a bicicleta como meio de transporte.

Diário da Bicicleta Escrito pelo cantor David Byrne, que leva a bicicleta nas suas digressões, trata-se de uma série de reflexões sobre mobilidade e urbanismo.

De Bicicleta — Antologia de Textos Reúne alguns dos mais interessantes textos literários sobre a bicicleta publicados nos últimos cem anos.

Lance Armstrong — O Ciclista Um olhar sobre a vida, a carreira e as litas pessoais de um dos mais célebres e polémicos ciclistas.

A Gloriosa Bicicleta Num registo entre o sério e o humorístico, é contada a história da bicicleta, das mudanças sociais que potenciou, e os desafios atuais dos ciclistas.

Grande Manual de Reparação e Manutenção de Bicicletas Um manual essencial para aprender a cuidar da bicicleta e fazer pequenas reparações.

Wheels of Change: How Women Rode the Bicycle to Freedom Um livro com muitas ilustrações que conta a história da bicicleta no feminino e como esta foi uma forma de emancipação e de libertação.

Just Ride: A Radically Practical Guide to Riding Your Bike O bê-a-bá da bicicleta e uma obra de referência, que abarca uma série de questões, desde as mais técnicas às espirituais: a bicicleta de corpo e mente.

Bikenomics — How Bicycling Can Save The Economy Uma perspetiva sobre a sustentabilidade, com histórias de pessoas, empresas e organizações que tem apostado em novas abordagens de mobilidade.

Bicycle Design — An Illustrated History Os dois séculos de História que a bicicleta já conta são abordados neste livro, que reflete sobre a questão do design e da inovação tecnológica.

22 coisas irritantes que os ciclistas fazem em casa

A maior parte dos ciclistas profissionais concorda que treinar intensamente pode ser doloroso, mas a verdade é que não são os únicos a sofrer. Os seus entes queridos também se debatem com vários tipos de sofrimento, nomeadamente psicológico, por causa das coisas irritantes que os ciclistas convictos fazem em casa. Quem disse que era fácil viver com um ciclista?

Estão sempre a falar do número de quilómetros que pedalaram naquele dia.

E também estão sempre a recordar os outros do número de quilómetros que faltam para chegar aos 10.000 quilómetros pedalados num ano.

Lamentam-se constantemente dos percursos de bicicleta que poderiam ter feito.

Insistem com os familiares para que se juntem num passeio de bicicleta nessa tarde.

Gastam fortunas em novos componentes e acessórios.

Contam as calorias, não só daquilo que têm no prato, mas também nos pratos dos outros.

Fazem registos absurdos das conquistas físicas pessoais.

Verificam a pressão dos pneus da bicicleta antes de toda e qualquer percurso — às vezes até já o fazem nos carros.

Transportam o smartphone em sacos e bolsas de plástico para evitar que apanhe pingos de chuva.

Veem horas e horas de corridas de bicicleta na TV, seja em direto ou programas gravados.

Enchem o estendal de casa de peças de roupa suada de cada vez que chegam de uma volta de bicicleta.

Vão de bicicleta para o destino de férias, enquanto a família vai de carro para o mesmo sítio.

Estão sempre a sugerir aos outros membros da família que deviam seguir um plano alimentar mais saudável.

Penduram bicicletas na parede e dizem que é arte.

Deixam sempre a torneira do chuveiro no modo frio.

Estão sempre a falar das vantagens do casaco impermeável de ciclismo caríssimo que compraram e do qual toda a gente já ouviu falar inúmeras vezes.

Mandam mensagens aos amigos a dizer que os planos para as manhãs domingo implicam sempre andar de bicicleta.

Fazem cálculos do dinheiro que pouparam ao ir de bicicleta para o trabalho.

Têm sempre barritas de cereais energéticas e outros snacks nos bolsos dos casacos, que vão comendo em qualquer altura do dia.

Mesmo quando estão a relaxar e a ver TV, colocam-se em posições aerodinâmicas.

Enchem a garagem, ou alguma divisão que tenham livre em casa, com mais e mas bicicletas, como se a sua vida dependesse disso.