Acção de Serviço EA189

Estimado Cliente

A Ação de Serviço EA189 foi iniciada em Junho de 2016. Desde então têm vindo a ser desenvolvidas as medidas técnicas para os veículos ŠKODA afetados. Estas medidas técnicas foram já aprovadas pela Agência de Certificação de Veículos do Reino Unido (VCA), pelo que nos encontramos em condições de iniciar a sua implementação para os restantes Clientes.

Para determinar se o software que origina discrepâncias nos valores de NOx foi instalado no seu veiculo, solicitamos o favor de: visitar o seu Concessionário ŠKODA, contactar a linha de apoio ao Cliente ŠKODA (808 50 99 50) ou preencher um questionário on-line AQUI.

Assim que a versão de software específica para o seu veículo estiver disponível, será contactado pelo seu Concessionário ŠKODA de modo a agendar a marcação da intervenção na sua viatura. Gostaríamos de aproveitar esta oportunidade para esclarecer algumas questões:

A confiança dos nossos clientes, e do público em geral, é, e continuará a ser, o nosso ativo mais importante. Lamentamos profundamente que esta situação tenha surgido. A informação mais importante para os nossos clientes é que estes veículos continuam a ser seguros e podem continuar a ser conduzidos na via pública sem quaisquer restrições. Estas alterações deverão ser executadas com a maior brevidade possível cabendo-nos assegurar a sua maior conveniência em todo este processo sem qualquer custo para o Cliente. Toda a gama de veículos novos do grupo Volkswagen atualmente a ser comercializada na União Europeia, está equipada com motores que cumprem a norma EU6, assim como os respetivos requisitos legais e normas ambientais. Esta questão afeta especificamente o tipo de motor EA189.

Obrigado pela sua confiança e lealdade à marca ŠKODA

Com os melhores cumprimentos, A equipa ŠKODA

Através da Medida de Reforço da Confiança, a ŠKODA informa os seus clientes que está disponível para analisar qualquer reclamação conexa com a implementação da medida técnica nos veículos equipados com motor diesel modelo EA189 e que respeite a determinados componentes do motor e do sistema de tratamento de gases de escape. A Medida de Reforço da Confiança aplica-se pelo período de 24 meses a contar da data de implementação da medida técnica no veículo e contempla apenas os veículos com quilometragem inferior a 250.000 km à data da aplicação da Medida de Reforço da Confiança (consoante o que ocorrer em primeiro lugar).

A ŠKODA sempre afirmou que a implementação da medida técnica não tem impacto negativo nos valores do consumo de combustível e das emissões de CO2, na potência do motor, no binário, nas emissões sonoras ou na durabilidade do motor e dos seus componentes. Todos os valores associados à homologação de modelo do veículo permanecerão válidos. As entidades reguladoras confirmaram expressamente que os requisitos regulamentares são cumpridos. A confirmação também se aplica aos requisitos de durabilidade dos sistemas de controlo de emissões. A Medida de Reforço da Confiança não prejudica esta matéria. Através da Medida de Reforço da Confiança, a ŠKODA dá um sinal claro de que a atualização não tem quaisquer efeitos negativos na durabilidade dos veículos. Essa medida deverá servir para reforçar a confiança dos clientes na medida técnica, bem como incentivar mais clientes a atualizarem os seus automóveis. Os clientes poderão obter informações detalhadas sobre os termos e o âmbito da Medida de Reforço da Confiança em qualquer concessionário e oficina autorizada da respectiva marca do veículo.

A Medida de Reforço da Confiança aplica-se a todos os modelos de veículos Volkswagen, Audi, Seat, Skoda e veículos comerciais Volkswagen com motor diesel modelo EA189 em que seja ou tenha sido implementada a medida técnica.

A Medida de Reforço da Confiança é dirigida a todos os clientes da ŠKODA cujos veículos estejam equipados com motor diesel modelo EA189 e que se encontram em processo de atualização no âmbito da ação de serviço 23R6 associada ao motor diesel. Aplica-se exclusivamente a veículos com quilometragem inferior a 250.000 km durante a aplicação da Medida de Reforço da Confiança. Para ser elegível, o cliente deverá comprovar que foram realizadas todas as revisões e manutenções recomendadas pelo fabricante (ou seja, a Medida aplica-se aos veículos com um histórico de revisões completo). A Medida de Reforço da Confiança contempla também todos os proprietários de veículos elegíveis em que tenha sido implementada a medida técnica, a contar da data da sua receção (desde que cumpridos todos os demais requisitos da Medida de Reforço da Confiança). A Medida de Reforço da Confiança está associada ao número de identificação do veículo e poderá estender-se a um novo proprietário, caso se encontrem cumpridos os restantes requisitos da aplicação. A Medida de Reforço da Confiança aplica-se em todo o mundo, exceto nos Estados Unidos, no Canadá e na Coreia do Sul que estão sujeitos a regulamentações diferentes.

A Medida de Reforço da Confiança abrange um total de 11 componentes do sistema de recirculação de gases de escape, do sistema de injeção de combustível e do sistema de pós-tratamento de emissões: sonda lambda, sensor de temperatura, válvula de comutação EGR, válvula de recirculação de gases de escape, sensor de diferencial de pressão da recirculação de gases de escape, injetor, bomba de alta pressão, linha de combustível, válvula de regulação da pressão, sensor de pressão, tubagens de alta pressão. A Medida de Reforço da Confiança não põe em causa a posição da ŠKODA de que as medidas técnicas não têm qualquer impacto negativo sobre a durabilidade do motor e dos seus componentes. As entidades reguladoras confirmaram que as medidas técnicas obedecem a todos os requisitos legais e não têm impacto negativo nos valores do consumo de combustível e das emissões de CO2, na potência do motor, no binário e nas emissões sonoras.

5. Que condições se aplicam à Medida de Reforço da Confiança? Além das condições supramencionadas...

1) A Medida de Reforço da Confiança

• só pode ser aplicada, avaliada e utilizada com um concessionário ou oficina autorizada; • aplica-se a reclamações que incidam exclusivamente sobre materiais utilizados e ações realizadas nos seguintes componentes do sistema de recirculação de gases de escape, do sistema de injeção de combustível e do sistema de pós-tratamento de emissões: sonda lambda, sensor de temperatura, válvula de comutação EGR, válvula EGR, sensor de diferencial de pressão EGR, injetor, bomba de alta pressão, linha de combustível, válvula de regulação da pressão, sensor de pressão, tubagens de alta pressão; • não contempla veículos de substituição, despesas extra, reclamações de danos, etc.;

2) desde que:

• o veículo visado com motor modelo EA189 tenha realizado a ação de serviço 23R6 • o veículo tenha sido devidamente sujeito às revisões previstas no plano de assistência, às atualizações e às ações de chamada exigidas pela ŠKODA;

3) e desde que não esteja em causa qualquer dos seguintes casos:

• situações de desgaste natural, ou seja, degradação do veículo causada por desgaste decorrente de utilização; • realização indevida de reparações, revisões ou manutenções do veículo pelo proprietário ou por um parceiro de assistência técnica ou concessionário não autorizados; • não cumprimento das instruções de funcionamento, tratamento e manutenção do veículo especificadas no manual de instruções; • danos causados no veículo por situações externas, tais como acidente, tempestade/granizo, inundações, que originaram a reclamação; • qualquer reclamação apresentada sobre o filtro de partículas em consequência da carga de cinzas; • incorporação ou substituição não autorizadas de peças no veículo (p. ex., reprogramação de chip); • utilização incorreta do veículo, p. ex., para competições automobilísticas, ou sobrecarga do mesmo; • não apresentação, pelo proprietário do veículo, de uma reclamação num prazo razoável; • o proprietário do veículo não ter permitido que a ŠKODA tratasse a questão num prazo razoável.

Sim. A medida de reforço da confiança aplica-se também retroativamente a todos os veículos que no passado realizaram a medida técnica e é válida a partir do dia da realização da medida técnica (desde que todos os outros requisitos da medida de reforço da confiança se encontrem cumpridos).

Caso lhe tenham sido imputados custos relativos a reparações nos componentes atrás mencionados, após a realização da medida técnica, a ŠKODA verificará se os requisitos da medida de reforço da confiança se aplicam a si e se os custos dai decorrentes serão assumidos pela ŠKODA . Os pedidos de assunção dos custos deverão ser apresentado até 31 de dezembro de 2017 numa Oficina Autorizada ŠKODA no país onde foram prestados os serviços.